Catequeses de Bento XVI vão ser traduzidas para o árabe

O site do centro de estudos Oasis, fundado pelo patriarca de Veneza, o cardeal Angelo Scola, vai publicar às segundas-feiras a tradução da catequese que o papa Bento XVI lê às quartas-feiras durante sua audiência pública.O centro de estudos - que nasceu em 2004 para ser um ponto de referência dos cristãos que vivem em países de maioria islâmica -, com a colaboração da associação "Ajuda à Igreja que sofre", traduzirá a partir desta segunda-feira as catequeses futuras e, pouco a pouco, as pronunciadas nas últimas semanas.O objetivo é tentar "favorecer uma rede de relações entre as comunidades cristãs em países de maioria muçulmana e as comunidades que vivem no Ocidente", informou o centro.O projeto permitirá "que os cristãos que vivem em países árabes possam ter acesso a todas as doutrinas do Papa e pode ser também um instrumento útil na Europa para favorecer o encontro e o diálogo com os numerosos imigrantes que falam árabe e que vivem na Itália".As traduções serão realizadas pelo jornalista de origem libanesa Camille Eid, colaborador do jornal católico Avvenire. Em 19 de setembro, o jornal do Vaticano, L´Osservatore Romano publicou na primeira página, pela primeira vez em sua história, a mensagem traduzida ao árabe que Bento XVI realizou para esclarecer seu discurso pronunciado na Universidade de Regensburg. Naquele discurso, o papa criticou o Islã e o profeta Maomé, o que gerou protestos de alguns setores do mundo árabe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.