Católicos canadenses lutam contra o casamento gay

Bispos católicos do Canadá conclamaram os fiéis a se oporem à proposta do governo para legalizar os casamentos entre pessoas do mesmo sexo, afirmando que tais mudanças poderiam "ter um sério impacto na sociedade". Uma carta da Conselho dos Bispos do Canadá afirma que é possível reconhecer as uniões de gays e lésbicas na lei sem necessariamente alterar a definição tradicional de casamento.O governo do primeiro-ministro canadense, Jean Chretien, pressionado por decisões judiciais segundo as quais a atual definição de casamento como união exclusiva "entre um homem e uma mulher" discrimina os homossexuais, prepara uma nova lei para modificar a escrita para "entre duas pessoas".A proposta gerou uma onda de críticas, liderada por grupos conservadores e a Igreja, cujos membros pressionam parlamentares para que votem contra a emenda.A proposta também causou atritos dentro da própria Igreja Católica. Um padre em Terra Nova foi repreendido por seu arcebispo, no mês passado, por ter dito em um sermão que a oposição da Igreja ao casamento entre pessoas do mesmo sexo era "uma hipocrisia", sugerindo que muitos religiosos são homossexuais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.