Cavallo acha que juiz não o chamará a depor

O ministro da Economia da Argentina, Domingo Cavallo, disse não acreditar que o juiz Jorge Urso vá convocá-lo novamente, pois ele é citado no processo de contrabando de armas - o mesmo em decorrência do qual o ex-presidente da Argentina Carlos Menem foi preso hoje - como testemunha. Nesta condição, afirmou, já depôs várias vezes.Segundo Cavallo, esta causa é muito clara: o que se está investigando é uma associação ilícita para venda de armas ilegais, e "nunca houve suspeita de que eu estivesse participando" do esquema.O ministro reforçou que já denunciou todos esses crimes em seus livros e, por isso, é considerado testemunha.Cavallo afirmou que não existe razão para nervosismo nos mercados e que ele não tem a preocupação de que o assunto repercuta na área econômica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.