Cavallo dá ultimato a governadores

O ministro da Economia da Argentina, Domingos Cavallo, deu, nesta segunda-feira, uma espécie de ultimato aos governadores do Partido Justicialista (peronista, de oposição) para que assinem o compromisso de déficit zero. De acordo com Cavallo, não há mais dinheiro. "Não há crédito no sistema financeiro para manter os níveis de endividamento das províncias", afirmou o ministro ao final da apresentação que fez na tarde desta segunda para cerca de 400 empresários sobre o acordo de déficit zero. Cavallo foi efusivamente aplaudido pelos presentes devido à veemência com que praticamente exigiu a assinatura dos Justicialistas. Cavallo deixou claro que os governadores "assinam ou assinam" o compromisso. "Não acredito que eles não assinem. Alguns governadores que declaram ser este um ajuste contrário ao país é porque não têm idéia do que é administrar problemas no Executivo. Estão apenas fazendo política. Não podemos escapar da responsabilidade de assinar esse compromisso de déficit zero", disse Cavallo sobre o que está sendo chamado de "Compromisso da Independência", pelo fato de ter sido firmado no dia 9 de Julho (data da independência argentina) e também porque o governo não precisaria tomar recursos no mercado financeiro para rolar seu déficit. "O dinheiro que vamos deixar de tomar será aquele destinado ao setor privado para reativar a economia com taxas de juros razoáveis, e não com essas taxas a que estamos tomando", disse o ministro. "Vamos eliminar todos os impostos que encarecem os investimentos e continuaremos dando incentivos às exportações", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.