Cavallo estuda cortes na máquina do governo

O secretário da Fazenda da Argentina, Jorge Baldrich, confirmou ontem que o ministro da Economia Domingo Cavallo está preparando um pacote de medidas de ajuste da máquina estatal da ordem de US$ 300 milhões em vários órgãos e ministérios. "Temos de adaptar a realidade à queda de arrecadação", justificou Baldrich. O ajuste deve atingir principalmente a Administração Nacional de Previdência Social (órgão engarregado do sistema de aposentadorias, que concentra 40% do orçamento nacional), o Ministério da Saúde e o do Interior. Além disso, conteria os gastos com as províncias. O ajuste é necessário para que o país cumpra com a meta de déficit fiscal pactada com o Fundo Monetário Internacional (FMI) de US$ 6,5 bilhões para este ano. No primeiro trimestre do ano, o déficit, prometido em US$ 2,1 bilhões, teria passado de US$ 3,4 bilhões. O governo calcula que com os cortes orçamentários, somados à significativa arrecadação que se espera pela aplicação do imposto sobre operações financeiras, seja possível cumprir o acertado com o FMI.Leia mais no site do Estado

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.