Celebração de Ano Novo mata 2 e fere 600 nas Filipinas

Pelo menos duas pessoas morreram e quase 600 ficaram feridas com fogos de artifício e disparos de arma de fogo nas celebrações de fim de ano nas Filipinas, disseram autoridades nesta quarta-feira.

Agência Estado

01 de janeiro de 2014 | 11h37

Cerca de 50 hospitais em todo o país relataram 599 casos de ferimento entre 21 de dezembro e 1º de janeiro, um aumento de 43% frente ao mesmo período do ano passado, segundo Eric Tayag, do Departamento de Saúde.

Na província de Cagayan, uma queima de fogos de artifício matou um jovem de 19 anos. No sul de Ilocos, também no norte das Filipinas, uma criança foi morta por um tiro que atravessou o telhado da casa. Outro garoto luta pela vida no norte de Ilocos, após ter sido atingido na testa por uma bala que ainda está alojada em sua cabeça.

Os incidentes ocorrem depois que vários desastres naturais afetaram o país, incluindo o tufão Haiyan em 8 de novembro, localmente conhecido como Yolanda, que deixou mais de 6.100 mortos e quase 1.800 desaparecidos. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
FILIPINASMORTESANO NOVO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.