EFE/EPA/ABIR SULTAN
EFE/EPA/ABIR SULTAN

Celebração no Muro das Lamentações tem oração pela saúde de Trump

Tradicional 'bênção aos sacerdotes' teve prece direcionada ao presidente dos EUA, infectado pela covid-19

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de outubro de 2020 | 13h57

JERUSALÉM - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi lembrado durante a tradicional "bênção aos sacerdotes", celebrada no Muro das Lamentações, em Israel. Durante a celebração, realizada nesta segunda-feira, 5, o rabino Shmuel Rabinowitz conduziu uma oração especial pela saúde de Trump.

"Que Deus mande cura completa ao presidente americano", disse Rabinowitz.

Este ano, devido ao reconfinamento pela pandemia do novo coronavírus, apenas os moradores da Cidade Velha de Jerusalém e figuras proeminentes, como os dois rabinos-chefes de Israel, puderam participar da cerimônia, que costuma concentrar dezenas de milhares de pessoas na esplanada do Muro das Lamentações, o lugar mais sagrado de oração do Judaísmo.

Entre os convidados da cerimônia estava o embaixador dos Estados Unidos em Israel, David Friedman, de origem judaica.

A bênção é recitada por membros da casta Kohanim (sacerdotes hebreus), que são, segundo a tradição, descendentes dos sacerdotes que oficiavam no Templo de Jerusalém.

O Muro das Lamentações está localizado na parte palestina da Cidade Velha de Jerusalém, ocupada e anexada por Israel, e abaixo da Esplanada das Mesquitas, o terceiro local mais sagrado do Islã./ AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.