Celebrações da Sexta-Feira Santa reúnem fiéis pelo mundo

As comemorações da Sexta-Feira Santa reuniram milhares de fiéis em todo o mundo. Celebrada de diversas formas, a data relembra a crucificação de Cristo. Em Nova Jerusalém, Pernambuco, o espetáculo da Paixão de Cristo reuniu mais de 10 mil pessoas. A encenação, realizada há mais de 40 anos, une atores conhecidos da televisão com atores locais e mais de 500 figurantes escolhidos entre a população da cidade. Este ano, foi a vez do ator Luciano Szafir representar Jesus. Maurício Mattar fez o papel de Pôncio Pilatos e Raul Gazzola, o de Herodes. A atriz Camila Morgado, que já fez a comunista Olga no cinema, interpretou Maria. Roma Em Roma, durante a celebração de Sexta-Feira Santa, o papa Bento XVI lembrou o sofrimento de Cristo e sua humanidade, para milhares de peregrinos e turistas durante a procissão de via-crúcis, no Coliseu. Abrindo a última noite de procissão com uma prece, Bento XVI afirmou que "o sofrimento de Cristo é a íntegra da história da humanidade, uma história em que os bons são humilhados, os mansos assaltados, o honesto oprimido e a pureza do coração é constantemente ridicularizada". Vestindo um manto vermelho, Bento XVI carregou a cruz de madeira no início da procissão. "Esta noite nós percorremos mais uma vez o caminho de sua cruz, nosso caminho também", disse o papa. Antecipando-se à celebração da ressurreição de Cristo, no domingo de Páscoa, o papa disse que a fé "faz com que os bons vençam" e "o mansos triunfem." A procissão encena o sofrimento de Jesus, suas horas finais e sua morte na cruz. Milhares de peregrinos estrangeiros e de membros da comunidade árabe-cristã participaram nesta sexta da procissão pelas 14 estações da Via-Crúcis, que termina no Santo Sepulcro, em Jerusalém. A tradicional procissão, que começou em uma escola árabe onde ficava o tribunal do governador romano Pôncio Pilatos, percorreu lentamente as 14 estações do calvário de Jesus Cristo orando e lendo os Evangelhos em cada uma delas, sob a condução de monges da ordem franciscana, custódios da Terra Santa há mais de 800 anos. Neste sábado, serão realizadas as cerimônias da água e do fogo do Sábado de Aleluia e, no domingo, será celebrada a grande missa da Ressurreição do Senhor.

Agencia Estado,

14 Abril 2006 | 21h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.