Celular-bomba explode e fere sete policiais na Tailândia

Pelo menos sete policiais ficaram feridos na explosão de uma bomba escondida em um telefone celular abandonado por supostos rebeldes separatistas na província de Narathiwat, na região muçulmana do sul da Tailândia, informaram fontes oficiais. A explosão ocorreu no sábado, quando um artefato foi detonado durante a passagem de cerca de dez soldados por uma ponte que une as cidades de Chulabhorn e Kayuamatee. A deflagração, provocada quando um oficial manejou o aparelho, foi seguida por uma troca de tiros entre os soldados e um grupo de rebeldes, que conseguiram escapar ilesos. Mais de 1.350 pessoas já morreram por causa da violência nas províncias de Pattani, Yala e Narathiwat desde que em janeiro de 2004 o movimento separatista islâmico retomou a luta armada na Tailândia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.