Cem jihadistas franceses voltam da Síria, diz ministério

Cerca de cem franceses voltaram para a França depois de lutar ao lado de grupos jihadistas contra o regime de Bashar Assad na Síria, informou o ministro do Interior do país, Bernard Cazeneuve, nesta quinta-feira.

AE, Agência Estado

15 Maio 2014 | 12h53

A preocupação é crescente na França sobre o perigo potencial que os jihadistas franceses que retornam da Síria poderiam representar. Vários dos militantes que voltavam do país devastado por conflitos foram presos na França por suspeita de que eles estavam preparando atos de terrorismo contra seu próprio país.

Cerca de 300 militantes franceses estão lutando atualmente na Síria e outros cem estão a caminho, disse Cazeneuve em uma entrevista à rádio francesa RTL.

O governo francês está formulando um plano para acabar com a ida de jovens franceses que viajam para a Síria para lutar contra Assad e para intensificar a vigilância em sites islâmicos e fóruns na internet. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
França Síria Guerra Civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.