Brian Snyder/Reuters
Brian Snyder/Reuters

CENÁRIO: Apostas em Romney aumentam

Com vitória no debate de quarat-feira, republicano vê maior probabilidade de vencer Obama

Gustavo Chacra, correspondente em Nova York,

04 de outubro de 2012 | 22h24

NOVA YORK - Apesar de permanecer distante de ser o favorito para as eleições presidenciais, Mitt Romney, com a vitória no debate, viu aumentar a sua probabilidade de conseguir derrotar Barack Obama em novembro.

Veja também:

tabela ESPECIAL: Eleições nos EUA

Nas bolsas de apostas de Londres, a chance Romney ser eleito cresceu de um quarto para um terço, na média. A consultoria de risco político Eurasia, em análise distribuída clientes, também colocou como em um terço a probabilidade de o republicano derrotar o presidente.

Mas esta recuperação, graças à performance no debate, não foi suficiente para o republicano retornar aos patamares de julho, quando sua probabilidade de vitória atingia 45%.

Por enquanto, Obama ainda é o favorito. Este cenário ocorre embora não haja muita diferença entre os dois nas pesquisas de voto nacionais. Em algumas, os dois estão tecnicamente empatados. Em outras, o presidente aparece com leve vantagem.

O problema, para Romney, é que nos EUA, o vencedor é definido por quem tiver maior votação no Colégio Eleitoral. Cada Estado tem um determinado número de votos, de acordo com a população. Ganha, no fim, quem conseguir a maioria dos 538 votos. Ou seja, 270. Se levarmos em conta os Estados com um ganhador claro, vemos como o presidente possui 237 garantidos, contra 191 do seu adversário.

Sobram os chamados Swing States, como são denominados os Estados sem predomínio democrata ou republicano. Ao todo, são dez. E, em nove deles, Obama lidera as pesquisas. Em alguns, como Ohio, considerado o mais importante ao lado da Flórida, por ampla vantagem.

Para reverter a situação, Romney precisaria alterar a tendência em praticamente todos os Estados, levando em conta que em Ohio sua missão parece ser impossível.

O blog Five-Thirty-Eight, de Nate Silver, do New York Times, usando uma série de mecanismos estatísticos, prevê que Obama terá 320 dos votos no colégio eleitoral contra 218. Na avaliação dele, sem levar em conta pesquisas realizadas depois do debate, a chance de Romney vencer é de apenas 14%. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.