Meridith Kohut/The New York Times
Meridith Kohut/The New York Times

Cenário: Uma inflação inédita na América Latina

Inflação na Venezuela supera os 980.000% em 12 meses

Nélida Fernández / EFE, O Estado de S.Paulo

12 de novembro de 2018 | 05h00

Nenhum país latino-americano teve inflação como a de hoje na Venezuela. Os preços dos produtos sobem 3% ou 4% por dia e, a cada mês, o índice alcança ou supera os 200%. A Venezuela supera os 980.000% em 12 meses. Segundo o economista Asdrúbal Oliveros, a situação ainda precisa piorar muito para tirar da zona de conforto o governo, que administra uma taxa semanal de inflação de 34%.

O economista Alejandro Grisanti acusa o chavismo de ter tirado direitos econômicos do setor produtivo e do consumidor. Na avaliação de Grisanti, isso não levou a um conflito interno até agora porque o alto preço do petróleo na maior parte dos últimos 20 anos permitiu ao governo importar alimentos e outros produtos sem limitações. O cenário mudou. Hoje não há direitos econômicos, nem divisas para importar. Isso faz o país enfrentar escassez de todos produtos, principalmente medicamentos e alimentos da cesta básica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.