Censura de Pequim teria chegado a Hong Kong

O importante jornal de Hong Kong The South China Morning Post é acusado de ter feito uma cobertura fraca sobre a morte do dissidente chinês Li Wangyang, provocando a suspeita de que o diário tenha cedido à pressão do Partido Comunista, em Pequim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.