Centenas de soldados da ONU invadem favela no Haiti

Centenas de soldados da força de paz comandada pelo Brasil no Haiti invadiram uma favela à beira-mar onde os moradores são leais ao presidente deposto Jean-Bertrand Aristide, num esforço para controlar áreas que se transformaram em focos de violência. Pelo menos três pessoas foram baleadas.Tiros esporádicos podiam ser ouvidos na favela Cite Soleil enquanto soldados brasileiros e jordanianos entravam na área em veículos blindados, trocando fogo com moradores armados. Três vítimas de ferimentos a bala foram carregadas até um bloqueio de rua da ONU.Cite Soleil, uma favela na divisa da capital, Porto Príncipe, é um foco de violência desde setembro, quando seguidores de Aristide intensificaram protestos para exigir o retorno do líder exilado. A violência política já matou 104 pessoas desde 30 de setembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.