Centenas protestam contra corrupção do governo da Indonésia

Manifestantes exigem presidente reeleito Susilo Bambang Yudhoyono

Agência Estado e Associated Press

20 de outubro de 2010 | 12h43

Manifestantes pedem a deposição do governo em Jacarta, capital do país.

 

JACARTA - Centenas de pessoas se uniram nesta sexta-feira, 20, para protestar contra o governo da Indonésia, nas proximidades do palácio presidencial, em Jacarta. Pedras foram lançadas e alguns pequenos incêndios foram iniciados, enquanto os manifestantes exigiam a deposição do presidente reeleito Susilo Bambang Yudhoyono.

 

A polícia entrou em confronto com manifestantes antes de lançar gás lacrimogêneo e tiros de advertência para dispersar a multidão. Outros protestos menores ocorreram em outras partes do país, para marcar o segundo ano do mandato do presidente, de cinco anos.

 

O apoio público a Yudhoyono é bastante baixo, atualmente em 38%, enquanto em julho era de 63%. Ao chegar ao poder seis anos atrás, o líder prometeu combater a corrupção, ampliar o respeito aos direitos humanos e reativar a economia. Muitos indonésios dizem que o presidente fez pouca coisa importante no ano passado.

 

Nos protestos na capital, um jovem foi hospitalizado com ferimentos na perna. Um fotógrafo da Associated Press registrou a polícia batendo em vários manifestantes com cassetetes. Um porta-voz da polícia nacional, coronel Marwoto Suto, disse apenas que a polícia utilizou escudos para se proteger das pedras. Alguns manifestantes atearam fogo a alguns pneus.

Tudo o que sabemos sobre:
protestoIndonésiagovernoJacarta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.