Centro-direita vence, mas não obtém maioria na Suécia

A coalizão de governo de centro-direita da Suécia venceu as eleições parlamentares de hoje, mas sua vitória ficou aquém das projeções de boca-de-urna e o premiê Fredrik Reinfeldt terá que fazer novas coligações para governar. Com 99% dos votos contados, a coalizão de Reinfeldt obteve 172 das 349 cadeiras do Parlamento, três a menos que o necessário para obter uma maioria simples que lhe permitiria governar sem alianças com a centro-esquerda ou com a ultradireita.

AE-AP, Agência Estado

19 de setembro de 2010 | 20h21

A principal bloco de oposição, de centro-esquerda, conquistou 157 cadeiras, três acima das projeções da boca-de-urna. O partido de ultradireita Democratas Suecos conquistou 5,7% dos votos e 20 cadeiras no Parlamento. Como Reinfeldt descartou uma aliança com a ultradireita, é provável que ele busque uma com o Partido Verde, que faz parte da aliança de centro-esquerda. A boca-de-urna feita pela televisão estatal sueca SVT indicava que os Democratas Suecos conquistariam 4,1% dos votos.

Tudo o que sabemos sobre:
Suéciaeleiçãopesquisaresultado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.