Centro esquerda italiana se diz vencedora de eleições regionais

A oposição de centro esquerda da Itália comemorou hoje várias vitórias nas eleições locais, tentando caracterizar os resultados como um sinal de que os conservadores liderados pelo primeiro-ministro Silvio Berlusconi estão perdendo apoio. Os partidos italianos exploram as eleições regionais como um teste do sentimento dos eleitores com relação ao governo central. A coalizão de Berlusconi venceu o pleito nacional há dois anos e seu mandato terminará em 2006.O líder da oposição, Francesco Rutelli, afirmou que os últimos resultados mostraram a força da centro esquerda. "Dos Alpes à Sicília, foi um dia de sucesso para a sólida e unida centro esquerda?, afirmou. Por sua vez, o coordenador eleitoral da Forza Italia, partido de Berlusconi, Claudio Scajola, disse que não há motivo para excitação. "Sempre afirmamos que estas eleições não eram um teste político e que seus resultados são fortemente influenciados pelos fatores locais."Uma disputa importante ocorreu na região de Friuli-Veneza Giulia, no nordeste do país, onde projeções mostram que o ex-prefeito de Trieste, Riccardo Illy, de centro esquerda, venceu Alessandra Guerra, candidata da Liga Norte, apoiada por Berlusconi. Illy é herdeiro da empresa Illycaffe, de Trieste, conhecida mundialmente pela qualidade de seu café.Outra eleição marcante aconteceu na Sicília, onde a centro esquerda venceu dois dos três governos de província em disputa - Caltanissetta e Siracusa. Os conservadores levaram o governo de Trapani.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.