CEO da Airbus prevê queda de 60% nas vendas do setor

A demanda mundial por novas aeronaves poderá cair entre 50% e 60% neste ano, em consequência da crise econômica global e da redução do crédito, segundo o executivo-chefe da Airbus, Thomas Enders. Durante o Fórum de Competitividade Global realizado em Riad, na Arábia Saudita, o executivo disse que mesmo mercados compradores como os do Golfo Pérsico - um dos principais locais de vendas de aviões em 2007 e 2008 - estão se esgotando."Estamos com dificuldades para conseguir financiamento para nossos clientes", afirmou Enders, acrescentando que a companhia europeia está se preparando para um longo período de declínio da atividade comercial. No início deste mês, Enders havia alertado que o número de entregas neste ano poderá superar o número de encomendas pela primeira vez desde 2003. Em 2008 a Airbus entregou 483 aviões e recebeu 777 novas encomendas avaliadas em US$ 100 bilhões, de acordo com informações do website da companhia. A concorrente norte-americana, Boeing, entregou 375 aviões e recebeu 662 encomendas no ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.