Cerca de 150 funcionários públicos são seqüestrados no Iraque

Cerca de 150 funcionários públicos foram seqüestrados por homens armados pouco depois do meio-dia (horário local) nesta quarta-feira na cidade de Taji, a 40 quilômetros ao norte de Bagdá, segundo informaram fontes policias iraquianas.As fontes afirmam que os funcionários, que estavam nas instalações de Hatin e Nasr do ministério da Indústria, foram retirados a força de seus centros de trabalho por cerca de 50 homens armados.Os seqüestradores levaram os trabalhadores em cinco micro-ônibus que transportam os funcionários diariamente ao local. Os motoristas foram obrigados a dirigir até um local ainda desconhecido, mas um deles conseguiu fugir com alguns empregados a bordo e denunciou o ocorrido à polícia, cujo agentes imediatamente iniciaram uma operação de busca na região.Dezenas de trabalhadores iraquianos têm sido seqüestrados em circunstâncias parecidas no Iraque nos últimos meses, e muitos são encontrados assassinados por tiros ou permanecem desaparecidos.Algumas organizações locais de direitos humanos responsabilizam as forças de segurança iraquianas pelos seqüestros, já que em sua maioria, segundo testemunhas, foram cometidos por homens que vestiam roupas idênticas aos uniformes dos agentes do ministério do Interior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.