Cerca de 20 pessoas ficam feridas devido a uma turbulência súbita em voo russo

O incidente ocorreu pouco antes de a aeronave pousar no aeroporto de Bangkok

O Estado de S.Paulo

01 Maio 2017 | 04h41

MOSCOU - Cerca de 20 pessoas ficaram feridas nesta segunda-feira, 1, em um voo da companhia aérea russa Aeroflot devido a uma turbulência súbita, conhecida como turbulência do ar claro (TAC), informou a agência de notícias Interfax.

O avião, um Boeing 777, que se dirigia a Bangkok, experimentou uma ascensão violenta de até 200 metros, que afetou os passageiros que estavam em pé ou que não usavam o cinto de segurança.

O incidente ocorreu pouco antes de a aeronave começar a descida para pousar no aeroporto de Bangkok, onde aterrissou normalmente. “Alguns dos passageiros, que tiveram ferimentos graves ou fraturas, foram levados para o hospital", disse uma fonte citada pela Interfax.

Em comunicado, a Aeroflot disse que a tripulação não pôde avisar os passageiros sobre a turbulência, uma vez que a TAC surge no céu claro, com boa visibilidade, onde o radar meteorológico não é capaz de detectá-la.

“Representantes da Aeroflot e funcionários do consulado da Rússia em Bangkok estão em contato com os feridos para prestar ajudar", acrescenta a nota. De acordo com a companhia aérea russa, a aviação civil registra cerca de 750 casos de TAC por ano. /EFE

Mais conteúdo sobre:
RússiaBoeing

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.