David Longstreath/AP
David Longstreath/AP

Cerca de 400 corpos de vítimas do tsunami de 2004 continuam sem identificação na Tailândia

Episódio foi um dos maiores desastres naturais da história do país e deixou mais de 226 mil mortos na Ásia

O Estado de S.Paulo

26 Dezembro 2016 | 12h24

BANGCOC - Ao menos 400 vítimas do tsunami que matou 226 mil pessoas na Ásia em 2004 continuam sem identificação na Tailândia, informou a polícia local nesta segunda-feira, 26.

Há 12 anos, um terremoto de magnitude 9,1 desencadeou um tsunami no Oceano Índico que causou um dos maiores desastres naturais da história. Tailândia, Indonésia, Índia e Sri Lanka foram alguns dos países mais atingidos. Cerca de 5.395 pessoas morreram no território tailandês, entre elas aproximadamente 2 mil turistas estrangeiros.

"Desde o tsunami de 2004, as autoridades contataram entre 4 e 5 mil parentes para que viessem receber os corpos. Há cerca de 400 que não conseguimos identificar", disse Anand Boonkerkaew, vice-superintendente da polícia distrital de Takua Pa, na Província de Phang Nga.

A temporada turística da Tailândia está em alta, e na maior parte da área abalada pelo tsunami os negócios seguem normalmente. Novos hotéis substituíram os que foram derrubados pela força da água. O país espera um recorde de 32,4 milhões de turistas estrangeiros neste ano.

Críticos afirmam que o sistema de alerta de tsunami da Tailândia continua inadequado, em parte porque não é devidamente mantido. Já o governo diz que ele funciona bem. / REUTERS

Mais conteúdo sobre:
Tsunami Tailândia Terremoto

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.