Cerca de 600 prisioneiros são libertados no Iraque

Um total de 580 prisioneiros iraquianos foram libertados neste domingo. As autoridades do país reavaliaram os casos e não encontraram provas de envolvimento em ações terroristas e criminosas. Os libertados fazem parte de um grupo de 2.500 pessoas que o primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, garantiu que seriam colocadas em liberdade. Na última quarta-feira, outros 594 prisioneiros foram soltos em várias prisões do Iraque. Fontes do Ministério iraquiano de Direitos Humanos consideram que a decisão pode ajudar na criação de um clima positivo no país. A libertação aconteceu antes da conferência de reconciliação nacional, que será realizada no final deste mês, em Bagdá, com a participação de representantes das comunidades sunita, xiita e curda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.