Cerca de cem mortos em conflitos perto da fronteira afegã

Entre cinqüenta e cem supostos militantes pró-Taleban morreram neste sábado em conflitos com o exército do Paquistão perto da fronteira afegã, informou hoje a emissora local GEO TV. Os enfrentamentos aconteceram na província remota e tribal de Norte Waziristan e causaram também a morte de três soldados paquistaneses, segundo fontes oficiais. O número de vítimas ainda é indefinido, pois o porta-voz das Forças Armadas paquistanesas, general Shaukat Sultan, afirmou que a cifra é de 49 pessoas. Entretanto, admitiu que esse número pode aumentar. A operação de ontem, em que os militares paquistaneses utilizaram artilharia e helicópteros, coincidiu com a visita oficial do presidente norte-americano George W. Bush, como parte de sua turnê pelo sul da Ásia. Habitantes locais atacaram as forças de segurança, supostamente como represália pela operação militar lançada na quinta-feira sobre um suposto campo de treinamento da Al Qaeda, que causou 45 mortos, segundo as Forças Armadas do Paquistão.

Agencia Estado,

05 Março 2006 | 03h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.