Cercada caverna onde pode estar Bin Laden

Combatentes pashtuns anti-Taleban que caçam Osama bin Laden no leste do Afeganistão anunciaram, nesta sexta-feira, ter encontrado uma caverna que poderia ser o refúgio pessoal do terrorista saudita.O comandante de uma das milícias aliadas aos EUA, Hazrat Ali, disse que seus soldados cercaram a caverna e estavam a ponto de ocupá-la. Segundo Ali, o local ainda poderia abrigar Bin Laden."Há uma caverna cercada por minhas forças e acredito que, no interior dela, há um cômodo onde está Osama", declarou o líder pashtun, sem dar mais detalhes.O suposto esconderijo do homem mais procurado do mundo está localizado numa pequena depressão no desfiladeiro de uma das montanhas do complexo de cavernas e túneis de Tora Bora - uma fortaleza subterrânea construída com a assistência técnica dos EUA durante a ocupação soviética, entre 1979 e 1989.Tropas lideradas pelo comandante de outra facção anti-Taleban, Mohamed Zaman, reforçam o cerco no local. De acordo com um porta-voz de Zaman, Mohamed Pahalaw, entre 100 e 200 combatentes da organização terrorista Al-Qaeda, liderada por Bin Laden, estão no interior da caverna."Eles estão completamente cercados e não têm como escapar", acrescentou Pahalaw.A cautela do Pentágono a respeito do mistério sobre o paradeiro de Bin Laden, no entanto, ampliou-se nesta sexta-feira, depois de a agência de notícias Afghan Islamic Press (AIP) ter informado que o saudita abandonou Tora Bora entre os dias 25 e 26, fugindo para algum local desconhecido.Na última terça-feira, o jornal americano Christian Science Monitor, citando fontes anônimas, tinha noticiado que Bin Laden havia escapado para a área tribal autônoma do Paquistão, que fica a poucos quilômetros do complexo de Tora Bora.As tribos da região consideram Bin Laden um herói do Islã, e o governo central paquistanês não tem praticamente nenhum poder na área, onde vigoram normas estabelecidas pelos líderes tribais."Vamos pegá-lo", declarou hoje o presidente americano, George W. Bush, durante uma entrevista coletiva na Casa Branca. "Não sei se amanhã, daqui a um mês ou a um ano, mas estou certo que vamos pegá-lo. Vivo ou morto, de qualquer jeito. Isso não me importa."Embora as autoridades americanas sustentem que não conhecem o paradeiro exato de Bin Laden, funcionários do Departamento de Defesa seguem trabalhando com a hipótese de que ele continua no Afeganistão.À rede de TV CNN, alguns deles disseram que a disposição dos militantes da Al-Qaeda para resistir em Tora Bora indica que eles estão protegendo "alguma coisa muito valiosa". Abertamente especulam que o objeto dessa proteção pode ser o próprio Bin Laden.Ao encontro dessas especulações, comandos das forças especiais americanas e britânicas chegaram à região de Tora Bora, aparentemente com a missão de capturar Bin Laden.Em outro sinal de que o momento do assalto final a Tora Bora se aproxima, os EUA voltaram a intensificar os ataques aéreos contra as montanhas. Pelo menos 10 bombas de alto poder explosivo foram lançadas em apoio ao avanço das tropas que combatem a Al-Qaeda em terra.Dois soldados americanos ficaram levemente feridos durante a ofensiva em Tora Bora. Testemunhas informaram que os dois - os primeiros membros de forças terrestres dos EUA ferido em combate - passam bem.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.