Cerimônia da Chama Sagrada reúne milhares em Jerusalém

Um mar de velas e tochas iluminou o santuário mais sagrado da cristianidade, a Igreja do Santo Sepulcro em Jerusalém, quando milhares de pereginos participaram da cerimônia da Chama Sagrada, um importante ritual da semana da Páscoa. Embora a Chama Sagrada seja uma solenidade normalmente observada apenas pelas Igrejas Ortodoxas, neste ano a Páscoa do calendário romano coincidiu com a Ortodoxa, multiplicando o número de fiéis no Sepulcro onde, diz a tradição, Jesus foi sepultado.No início da cerimônia, sacerdotes descem à área do sepultamento, enquanto os fiéis aguardam, com tochas e velas apagadas, que a luz surja do sepulcro; alguns cristãos acreditam que a primeira tocha sempre se acende espontaneamente, num sinal de que Jesus não esqueceu seus seguidores. Quando os sacerdotes deixam a tumba carregando a tocha acesa, gritos de alegria se fazem ouvir e a chama é distribuída entre os presentes, iluminado a igreja em poucos segundos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.