REUTERS/Edgard Garrido
REUTERS/Edgard Garrido

Cervejaria mexicana defende o 'fim dos muros'

Anúncio que pede a união da América teve, em 5 dias, mais de 5,7 milhões de visitas no Youtube

O Estado de S. Paulo

26 Janeiro 2017 | 05h00

CIDADE DO MÉXICO - Enquanto Donald Trump promete construir um muro na fronteira com o México que Enrique Peña Nieto garante que não vai pagar, a marca de cervejas mexicana Corona aproveita o episódio para vender mais. A marca de cerveja mexicana Corona lançou uma série de anúncios publicitários defendendo a união da América e pedindo a derrubada de muros, em uma clara resposta aos planos protecionistas e nacionalistas do presidente americano, Donald Trump.

Em apenas cinco dias, seu comercial "Let's make America great again?" já teve mais de 5,7 milhões de visitas no Youtube, referindo-se ao lema de Trump "tornar a América grande de novo". O anúncio da Corona lembra que a América "é a terra das oportunidades", mas não somente os Estados Unidos, como mostra um mapa no início do vídeo, mas todo o continente, do Canadá até a Argentina.

"Uma terra de mais de 1 bilhão de habitantes, uma América que é selvagem, cultural e unida", diz o anúncio. "Somos a terra da mistura e nos orgulhamos de nossas cores, somo o pulmão do mundo", acrescenta o vídeo, pedindo: "chega de usar nosso nome para provocar divisões".

"Somos revolução constante, celebração inegável, somos todos, somos 35 Estados unidos, e hoje nos vestimos com um único escudo, pois somos todos americanos, porque a América sempre foi grande", concluiu o anúncio com uma música épica de fundo. No fim surge a marca Corona, que faz parte do Grupo Modelo, e o pedido para que seus seguidores visitem a página oficial para participar de um jogo sobre "o escudo da América" e a romper as fronteiras.

Dois meses atrás, o ator mexicano Diego Luna gravou o vídeo "Derrube seus muros", que foi visto 6,8 milhões de vezes. "Nos incomoda o muro que querem construir, mas também deveríamos ficar incomodados com os muros que temos aqui e não nos deixam avançar", disse o vídeo, incentivando a pessoas a não se sentirem vítimas e a enfrentar os desafios. 

Após assinar na quarta-feira uma ordem executiva aprovando a construção de um muro na fronteira com o México, Trump declarou que a relação com os mexicanos "será muito melhor". / EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.