Cervejaria confirma a morte de Freddy Heineken

Morreu ontem, aos 78 anos, Freddy Heineken, presidente e principal acionista da cervejaria holandesa Heineken NV. Heineken, considerado o principal responsável pela transformação de um negócio familiar em uma empresa de porte internacional, deveria deixar o comando da empresa durante a reunião geral de acionistas marcada para o dia 25 de abril. "Para satisfazer um desejo de Freddy Heineken, o controle da empresa vai continuar com a família", informou a companhia, em comunicado. Freddy Heineken, neto do fundador da empresa, Gerard Adriaan Heineken, foi o terceiro membro da família a administrar a cervejaria. Entre 1971 e 1989, ele comandou o conselho executivo do grupo.

Agencia Estado,

04 Janeiro 2002 | 09h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.