Chade devolve ao Sudão 130 militares

O governo do Chade repatriou ao Sudão 130 soldados sudaneses que entraram no país no início deste mês para escapar dos combates entre o Exército e grupos rebeldes de Darfur.Um funcionário sudanês, que pediu para não ser identificado, disse à EFE que os soldados desertaram de suas unidades no último dia 7, quando foram registrados confrontos em Karbari, no oeste do Sudão, e se refugiaram no Chade, onde pediram asilo.A fonte, no entanto, acusou o governo de Cartum de entregar aos rebeldes de Darfur o general sudanês Abdel-Rahman Mohammed Abdel-Rahman, que foi detido quando tentava fugir para o Chade.A Frente de Salvação Nacional, que agrupa vários movimentos que se opõem ao acordo de paz assinado em maio entre o governo sudanês e uma facção insurgente em Abuja, disse no início de mês que seus homens tinham capturado 200 soldados sudaneses, entre eles o general.Em abril, o Sudão acusou o governo do Chade de apoiar os grupos rebeldes de Darfur, enquanto os chadianos acusam os sudaneses de instigar os rebeldes que operam em seu país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.