Chade diz ter matado líder da Al-Qaeda no Mali

O Exército do Chade informou neste sábado que suas tropas no norte do Mali mataram Moktar Belmokatr, o terrorista que orquestrou o ataque contra um campo de gás na Argélia em janeiro, que deixou 36 mortos. Os soldados da França, que lideram a ofensiva contra os rebeldes do Mali, que são ligados a Al-Qaeda do Magreb Islâmico, não confirmou ainda a informação.

Agência Estado

02 de março de 2013 | 20h05

Conhecido como "caolho", a influência de Belmoktar cresceu após o ataque contra o campo de gás na Argélia. Sua suposta morte acontece apenas um dia após o Exército do Chade ter afirmado que matou também Abdelhamid Abou Zeid, outro importante líder da Al-Qaeda no Mali.

"As forças armadas do Chade no Mali destruíram completamente uma base usada por jihadistas e narcotraficantes nas montanhas de Adrar e Ifoghas. O balanço inicial é de vários terroristas mortos, incluindo Moktar Belmoktar", disse o chefe do Exército chadiano, o general Zakaria Ngobongue. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.