Chancelaria anuncia libertação de italianos seqüestrados no Níger

O Ministério de Assuntos Exteriores da Itália anunciou neste sábado a libertação na Líbia de dois cidadãos italianos seqüestrados no Níger em 22 de agosto. Claudio Chiodi e Ivano di Capitani foram seqüestrados no Níger,onde estavam a passeio, por uma organização que se define como Fars Sahara.Os dois faziam parte de um grupo de 21 turistas, todos assaltados e seqüestrados durante algumas horas, mas postos em liberdade em seguida, exceto Chiodi e Capitani.Em comunicado, o Ministério de Exteriores elogiou o final feliz do seqüestro, e expressou sua gratidão e apreço às autoridades da Líbia que contribuíram para a libertação.O Ministério de Assuntos Exteriores agradeceu à "Fundação Kadafi para o Desenvolvimento pela eficaz e decisiva contribuição para a solução do caso". O comunicado acrescenta também que a rede diplomática italiana e os serviços secretos do país colaboraram para a resolução positiva do seqüestro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.