Chancelaria critica ataque não tripulado

O governo do Paquistão convocou ontem o embaixador dos EUA no país, Cameron Munter, e fez um forte protesto contra ao ataque com avião não tripulado a uma região tribal que matou 35 pessoas, informou o Ministério de Relações Exteriores paquistanês. O embaixador ouviu que "tais ataques não são apenas inaceitáveis, mas também constituem uma flagrante violação às normas e leis humanitárias", disse em um comunicado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.