Chanceler alemã visitará Oriente Médio para defender paz

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, visitará o Oriente Médio no começo de fevereiro, como parte de esforços para revigorar as negociações de paz na região durante a presidência alemã da União Européia (UE), disse uma autoridade do governo nesta quarta-feira. Merkel, cujo país detém a presidência rotativa do bloco no primeiro semestre deste ano, visitará o Egito, a Arábia Saudita, os Emirados Árabes Unidos e o Kuwait, entre os dias 3 e 6 de fevereiro. Segundo Jens Ploetner, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, o ministro das Relações Exteriores do país, Frank-Walter Steinmeier, havia conversado recentemente com a secretária de Estado dos EUA, com o novo secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) e com o ministro russo das Relações Exteriores sobre a reativação do "quarteto" de mediadores para o Oriente Médio. Fazem parte do grupo a UE, a Rússia, a ONU e os EUA. "O principal no caso dessas negociações é a existência de um acordo cada vez maior sobre a realização, em breve, de um encontro do quarteto envolvendo ministros das Relações Exteriores ou o secretário-geral", disse Ploetner em uma entrevista coletiva. "Não sei, com exatidão, quando isso aconteceria. Mas estamos trabalhando a esse respeito", acrescentou. "Temos muita confiança de que uma reunião do tipo deve acontecer em breve."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.