Chanceler canadense não vai à conferência contra o racismo

O ministro das Relações Exteriores do Canadá, John Manley, afirmou hoje que não estará presente à Conferência Mundial Contra o Racismo, mas que o seu país "participará ativamente" do evento, que começará nesta sexta-feira na África do Sul. Segundo o chanceler, a delegação canadense será liderada por Hedy Fry, o ministro federal responsável pelo multiculturalismo.Representantes de mais de 100 países são esperados em Durban, cidade sede da conferência. Entre os participantes estarão chefes de Estado de mais de 15 países. Os Estados Unidos enviaram uma delegação de nível médio por considerar que a conferência discrimina Israel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.