Chanceler de Israel diz que Síria não suportaria guerra

O governo sírio será derrubado no caso de uma guerra com Israel, advertiu hoje o ministro das Relações Exteriores israelense, Avigdor Lieberman. O comentário vem à tona um dia depois de o chanceler sírio, Walid Muallem, ter acusado Israel de fomentar conflitos. O presidente da Síria, Bashar Assad, também tem dito que Israel não é um Estado preparado para a paz.

AE-AP, Agencia Estado

04 Fevereiro 2010 | 11h17

"Na próxima guerra você não apenas perderá, como sua família também deixará o poder", disse Lieberman em comentário endereçado a Assad durante palestra proferida hoje na Universidade Bar Ilan, no arredores de Tel-Aviv.

Uma série de negociações de paz indiretas entre Síria e Israel foi interrompida sem solução em 2008.

Damasco exige a devolução das Colinas do Golã, um platô estratégico capturado por Israel em 1967, como condição para um eventual acordo de paz.

Mais conteúdo sobre:
IsraelSíriaguerrapaz

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.