Chanceler destaca papel de Lula e Kirchner em resolução de crise com Venezuela

COLÔMBIA

, O Estado de S.Paulo

16 de agosto de 2010 | 00h00

A chanceler colombiana, María Angela Holguín, anunciou ontem que viajará em breve à Venezuela e ao Equador e destacou o papel do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ex-líder argentino Néstor Kirchner - secretário-geral da Unasul - na normalização das relações com a Venezuela. Holguín disse à revista Semana que se reunirá na sexta-feira em Caracas com funcionários do governo de Hugo Chávez e três dias depois irá a Quito para discutir sobre os programas de integração, desenvolvimento fronteiriço e a situação dos refugiados colombianos. Ela também discutirá os pontos que o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, e Chávez acertaram na terça-feira passada para restabelecer plenamente as relações. Chávez havia cortado os laços com Bogotá após o governo de Álvaro Uribe, que deixou a presidência da Colômbia no dia 7, denunciar a presença de guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em território venezuelano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.