Chanceler do Irã promete cooperar em questão nuclear

O ministro iraniano das Relações Exteriores, Kamal Kharrazi, disse que seu país quer cooperar com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA). "Estamos tentando e estamos determinados em cooperar" com a AIEA, disse Kharrazi durante entrevista concedida à emissora de televisão americana ABC.A declaração do chanceler iraniano vem à tona num momento no qual Estados Unidos e Rússia pressionam o Irã para que abandone seu suposto programa de armas nucleares. Ele afirmou ainda que o Irã está receptivo com relação a uma eventual retomada das negociações com os EUA. Houve diálogo entre as partes em maio em Genebra, sob os auspícios da ONU, à qual a AIEA é subordinada."Estamos decididos a cooperar. O problema é que o governo americano nos pediu para pararmos com as atividades de enriquecimento de urânio. Além de ser legal, não há nenhum problema, desde que feito sob o regime de inspeções." Em Teerã, a chancelaria iraniana descartou a possibilidade de abdicar de seu direito de utilizar tecnologia nuclear e de enriquecer urânio.

Agencia Estado,

28 de setembro de 2003 | 19h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.