Chanceler egípcio será novo secretário da Liga Árabe

O ministro das Relações Exteriores do Egito, Nabil Elaraby, foi escolhido hoje para suceder o também egípcio Amr Moussa no cargo de secretário-geral da Liga Árabe. A candidatura de Elaraby foi apresentada na última hora pelo governo egípcio. O candidato original do Egito era Moustafa el-Fiqqi. Ele integrava o partido do ditador deposto Hosni Mubarak, o que gerou muita contestação entre os reformistas egípcios.

AE, Agência Estado

15 de maio de 2011 | 14h12

Minutos antes da votação, o governo egípcio anunciou por meio de nota a troca do candidato. Elaraby é um diplomata que goza de alta popularidade por conta de seu apoio ao levante popular que derrubou o regime de Hosni Mubarak em fevereiro.

Representantes dos 22 países que integram a Liga Árabe foram convocados para a eleição de um novo secretário-geral para a entidade, uma vez que Amr Moussa candidatou-se à presidência do Egito.

A escolha do secretário-geral da Liga Árabe costuma ser negociada nos bastidores. Este ano, Egito e Catar haviam apresentado candidatos. Logo depois da nomeação de Nabil Elaraby, o Catar retirou-se seu candidato, o que abriu caminho para o chanceler egípcio. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Liga ÁrabechefiaEgito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.