Chanceler francês confirma apoio a nova resolução para o Iraque

O ministro francês do Exterior, Dominique de Villepin, confirmou hoje que a França, a Alemanha e a Rússia, que foram parte do eixo contra a guerra no Iraque, decidiram votar a favor do projeto de resolução apresentado pelos EUA, Grã-Bretanha e Espanha no Conselho de Segurança da ONU que revoga as sanções no Iraque. Falando esta manhã para a rádio France Inter, Villpein confirmou o que já tinha anunciado ontem após o encontro com os ministros do Exterior da Alemanha, Joschka Fischer, e da Rússia, Igor Ivanov, em Paris, que os três países estão dispostos a votar a resolução anglo-americana na ONU. "Não é perfeita, mas aprovando os três países querem "olhar o futuro e dar prova de responsabilidade". A França, a Alemanha e a Rússia teriam obtido o compromisso americano de que as dividas iraquianas com empresas de seus países seriam pagas. A França e a Rússia são membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas com direito a veto, já a Alemanha é membro rotativo sem direito a veto. O chanceler francês destacou esta manhã que o aval desta resolução não representa um recuo para a França, "confirmamos a rejeição à guerra, não se trata agora de a legitimar através da nova resolução, mas de encarar a emergência, as dificuldades e as incertezas que estão presentes hoje no Iraque".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.