Chanceler norte-coreano morre aos 77 anos

O ministro das Relações Exteriores, Paek Nam-sun, o principal diplomata do país na última década de embates devido às ambições nucleares norte-coreanas, morreu, informou nesta quarta-feira a mídia oficial de Pyongyang. Paek, 77, ocupava o cargo desde setembro de 1998 e já estava doente há algum tempo. Na última grande aparição de Paek, durante um encontro de ministros da Ásia em Kuala Lumpur em julho, ele foi visto sendo transportado em um carro de golfe. "O líder Kim Jong-il enviou na quarta-feira um coroa de flores para o ataúde do ministro das Relações Exteriores Paek Nam-sun... expressando condolências profundas por sua morte", disse a agência de notícias KCNA. Não foram dados mais detalhes. Devido a sua saúde debilitada, Paek foi amplamente relegado nos últimos anos, deixando a diplomacia nuclear para seus substitutos, Kang Sok-su e Kim Kye-gwan, disse um funcionário do governo sul-coreano. A Coréia do Norte realizou seu primeiro teste nuclear em outubro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.