REUTERS/John Vizcaino
REUTERS/John Vizcaino

Chanceleres latinoamericanos felicitam Bogotá e Farc por compromisso com cessar-fogo

Brasil, Argentina, Chile, México, Paraguai e Uruguai assinaram um comunicado conjunto em que destacam a importância da iniciativa do presidente colombiano de convocar forças políticas do país para continuar o diálogo

Lu Aiko Otta, O Estado de S.Paulo

04 Outubro 2016 | 11h44

BRASÍLIA -  A vitória do "sim" no plebiscito sobre o acordo de paz entre o governo da Colômbia e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) “não deve significar uma rejeição à paz ou o regresso ao conflito”, dizem em comunicado conjunto os chanceleres de Brasil, Argentina, Chile, México, Paraguai e Uruguai.

Eles felicitaram as partes pelo compromisso com o cessar-fogo, considerado “essencial”, e enfatizaram que a paz “é um valor que se constrói com esforço e perseverança.” A nota conjunta foi divulgada nesta terça-feira, 4, pelo Ministério das Relações Exteriores.

Os países signatários consideraram importante a iniciativa do presidente colombiano, Juan Manuel Santos, de convocar as forças políticas de seu país para prosseguir o diálogo e buscar “pontos de acordo e unidade”.

Eles também reafirmaram seu compromisso de acompanhar o povo colombiano nas tarefas de construção da paz, “que implicarão maior prosperidade e unidade para aquela nação e toda a região.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.