Ian Langsdon / Efe
Ian Langsdon / Efe

'Charlie Hebdo' com Maomé na capa chega ao Brasil na segunda-feira

Empresa brasileira distribuirá edição histórica do jornal de humor francês em São Paulo, Rio de Janeiro e outras15 capitais

O Estado de S. Paulo

20 de janeiro de 2015 | 18h54



(Atualizada às 19h20)

Leitores brasileiros terão oportunidade de comprar o jornal de humor francês Charlie Hebdo a partir de segunda-feira, quando a empresa Dinap distribuirá um lote de 10 mil exemplares da publicação em livrarias selecionadas e nas principais bancas de jornais e revistas de São Paulo, Rio de Janeiro e outras 15 capitais. O preço sugerido é de R$ 29,90.

A nova edição do jornal, lançada no dia 14 na França, trouxe como capa uma caricatura de Maomé segurando um cartaz dizendo: "Eu sou Charlie". Mais acima, o título: "Tudo está perdoado". 

A tiragem inicial de um milhão de exemplares foi ampliada até cinco milhões e traduzida para 16 idiomas. No Brasil, será vendida a edição em francês.

O impresso também estará à venda em outros 30 países, com tiragem internacional de 130 mil exemplares. 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Charlie HebdôBrasilFrança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.