Charlie Sheen deve se declarar culpado de agressão

Charlie Sheen deve se declarar culpado por uma acusação de agressão, em um caso de violência doméstica, e trabalhar em uma companhia de teatro local durante uma sentença de 30 dias de prisão, disse hoje o advogado da mulher dele. Em troca, os promotores retirariam as acusações de ameaças, conduta delitiva e agressão, por causa de uma briga que ele teve com sua companheira, Brooke Sheen, no último Natal, em uma casa em Aspen onde eles estavam de férias, afirmou o advogado Yale Galanter.

AE-AP, Agência Estado

07 de junho de 2010 | 15h33

O advogado informou que, pelo acordo, Sheen cumprirá uma pena de 30 dias de prisão e passará três meses em liberdade condicional. Enquanto estiver preso, ele poderá sair durante o dia para trabalhar em uma companhia de teatro local. Os promotores confirmaram na semana passada que chegaram a um acordo com o ator, mas não divulgaram detalhes.

Sheen deve comparecer ainda hoje em uma audiência em uma Corte do Colorado. O astro da popular série da CBS "Two and a Half Men" declarou ser inocente das acusações sofridas. Algumas delas poderiam resultar em uma pena de até três anos de prisão. No mês passado, Sheen concordou em assinar um contrato para fazer mais duas temporadas de "Two and a Half Men".

Tudo o que sabemos sobre:
Charlie SheenagressãoJustiça

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.