Chávez acusa empresa de telecomunicações de espionagem

O presidente venezuelano Hugo Chávez acusou nesta sexta-feira a principal empresa de telecomunicações de seu país, CA Nacional Telefonos (CANTV), de gravar suas conversas a mando dos Estados Unidos.Chávez, que está em uma reunião do Mercosul do Rio de Janeiro, não deu maiores detalhes. A acusação foi feita há menos de duas semanas depois que o presidente venezuelano havia comunicado a nacionalização da companhia, conhecida por CANTV.CANTV é a maior empresa de publicidade venezuelana e a empresa que possui o maior número de suas ações é a Verizon Communications, baseada em Nova York"Eu apenas anunciei a aquisição da companhia de telefonia, que é propriedade do Estado venezuelano", disse Chávez. "Quem a controla? O capital americano. E eles gravaram as conversas do Presidente da República. Irmão, este é o império!".Ao se referir ao "capital americano", Chávez reafirmou que os EUA se utilizavam da empresa para espioná-lo, mas sem mencionar o nome do país governado por George W. Bush. Chávez não tem boas relações com os Estados Unidos desde que se assumiu a presidência da Venezuela, há oito anos. Freqüentemente, ele acusa Bush de tentar derrubá-lo, fato que é negado pelos americanos.O porta-voz da embaixada, Brian Penn, não comentou a acusação sobre a CANTV.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.