Chávez acusa EUA de infiltrar paramilitares

O presidente Hugo Chávez denunciou ontem que "o último plano do ?império? americano para desestabilizar a revolução venezuelana é infiltrar paramilitares na Venezuela, com a colaboração do governo colombiano, para armar grupos de delinqüentes. Chávez afirmou ontem, em seu programa dominical de rádio e TV ?Alô, presidente?, que denunciará a "instâncias internacionais" o plano de encher seu país de paramilitares, que já estariam atuando nos Estados fronteiriços com a Colômbia e na capital venezuelana. "(Os paramilitares) chegaram a Caracas. Mas não andam com fuzis, nem uniformizados. Andam pelos bairros vendendo cocaína barata para conquistar os delinqüentes e armá-los com armas de guerra."

Reuters, O Estadao de S.Paulo

11 de fevereiro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.