Chávez admite erros e diz que pegou "o touro pelos chifres"

O presidente da Venezuela Hugo Chávez admitiu que cometeu erros em sua gestão, mas comemorou apossibilidade da reeleição dizendo que irá se corrigir e "transformar o país numa potência". "Já agarramos o touro pelos chifres", disse. Numa entrevista à emissora privada Venevisión, Chávez analisou o período desde que assumiu, em 1999 até o momento, que chamou deprimeira etapa de governo. "Ensaiamos idéias que achávamos que eram soluções, mas que no fim não eram. Cometemos erros", admitiu. Chávez prometeu que após as eleições de 3 de dezembro tudo será diferente. "Estou absolutamente seguro de que já agarramos o touro peloschifres", disse, garantindo que será capaz de solucionar "problemas acumulados gigantescos", como o setor da habitação, a luta contra ainsegurança e a favor dos meninos de rua, entre outros. Ele se comparou com o inventor Thomas Alva Edison, que até chegar à lâmpada elétrica "cometeu milhares de equívocos que foram mostrando o caminho, porque às vezes é preciso avançar portentativa e erro". O presidente venezuelano também admitiu que "pelo peso das palavras" muitos venezuelanos temem o "socialismo do século XXI", que diz promover. Mas garantiu que, no entanto, "não nega a propriedade privada". Chávez mostrou total confiança em sua vitória nas eleições presidenciais de dezembro. Ele pediu aos candidatos de oposição que "não se sintam derrotados" e procurem ocupar "seus espaçosdemocráticos" em vez de "tramar golpes de Estado e planos de assassinato". Na sua avaliação, apesar dos erros cometidos, mais de 70% dos venezuelanos "dizem que as coisas melhoraram" durante sua gestão. Mas"ainda falta fazer muito". Pouco mais de 16 milhões de venezuelanos vão às urnas para escolher, daqui a pouco mais de dois meses, o presidente que dirigiráo país entre 2007 e 2013.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.