Chávez afirma que uma ´nova onda´ atravessa a AL

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou na segunda-feira, 12, em Porto Príncipe que durante sua viagem por cinco países da América Latina constatou a existência de uma "nova onda" que atravessa a região, em referência ao apoio popular que recebeu.Chávez falou depois de se reunir com o presidente haitiano, René Préval, e Esteban Lazo, membro do Birô Político do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba.Na entrevista coletiva, Préval destacou o conteúdo da reunião e afirmou que durante a conversa o presidente cubano, Fidel Castro, telefonou quatro vezes para pedir informações.Préval informou a assinatura de um acordo para aumentar de 7 mil a 14 mil barris diários o volume de petróleo fornecido pela empresa estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA) ao Haiti durante um ano.Comentando a viagem do presidente americano, George W. Bush, pela América Latina, Chávez negou "um confronto pessoal" entre os dois, e disse que a disputa se dá no terreno das idéias.Na sua opinião, "Bush representa o império mais assassino,homicida e colonialista da história", enquanto "a revoluçãobolivariana é um movimento de irmandade, libertação e emancipação dos povos".Chávez destacou a recepção que teve na Argentina, Nicarágua,Bolívia e Haiti.Préval destacou que o Haiti recebeu da Venezuela US$ 3 milhões para a aquisição de equipamentos destinados a serviços de coleta de lixo. Além disso, foi acertada a construção de três centrais de energia elétrica, com financiamento venezuelano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.