Chávez agradece a Dilma pelo apoio em tratamento de câncer

Em conversa com presidente brasileira, líder venezuelano disse que irá avaliar proposta

Efe

08 de julho de 2011 | 13h35

BRASÍLIA - O líder venezuelano, Hugo Chávez, que na semana passada fez cirurgia para retirada de um tumor maligno, conversou nesta sexta-feira, 8, com a presidente Dilma Rousseff para agradecê-la pela oferta de tratamento médico no Brasil, informou um porta-voz da Presidência à Agência Efe.

 

Chávez disse que avaliará a oferta, que consiste em apoio para um tratamento em um hospital de referência no combate ao câncer ou até mesmo o envio de médicos brasileiros a Caracas.

 

A conversa durou cerca de dez minutos e Chávez destacou a Dilma que está se recuperando bem, embora seu estado de saúde ainda precise de cuidados.

 

Na semana passada, quando Chávez ainda estava em Cuba - onde fez a cirurgia -, o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Antonio Patriota, se comunicou com seu homólogo venezuelano, Nicolás Maduro, para oferecer a possibilidade de o líder ser tratado no Hospital Sírio-Libanês de São Paulo.

 

Foi nesse hospital onde Dilma se tratou de um tumor em 2009. Outro líder que recentemente passou por tratamento no Sírio-Libanês foi o presidente paraguaio, Fernando Lugo.

 

Os médicos do hospital também trataram o ex-vice-presidente José Alencar, que morreu em abril passado após 13 anos de combate a um câncer no abdômen.

Tudo o que sabemos sobre:
Hugo ChávezVenezuelaBrasilDilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.