Chávez anuncia acordo com oposição para superar crise

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, anunciou que seu governo e a oposição chegaram a um acordo para superar a crise política na Venezuela, e um documento formal será assinado na semana que vem. O acordo prevê a convocação de um referendo revogatório, de acordo com um artigo da Constituição do país, "de todos os cargos eletivos" cujos mandatos chegam à metade do período em agosto. Pelo pacto, a convocação do referendo deve ser requisitada ao Conselho Nacional de Eleições (CNE) por documento com mais de 2 milhões de assinaturas. Antes, uma nova diretoria, que está em processo de designação, deve tomar posse no CNE.O texto também extingue, a partir de sua assinatura formal, a Mesa de Diálogo, mediada desde outubro pelo secretário-geral da OEA, César Gaviria.Um porta-voz do grupo opositor Coordenação Democrática, Alejandro Armas, qualificou de "razoavelmente bem-sucedido" o documento de consenso. "Não sei qual vai ser o dia, mas na semana que vem o acordo será firmado", declarou Chávez ao chegar à cidade peruana de Cuzco, onde participa da reunião de Cúpula do Grupo do Rio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.