Chávez anuncia aumento de 40% para militares

Renda da patente mais baixa será o dobro do salário mínimo da Venezuela.

BBC Brasil, BBC

26 de abril de 2010 | 08h15

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou no domingo um aumento salarial de 40% para os integrantes da Força Armada Nacional Bolivariana (FANB).

Segundo Chávez, a medida vai incluir todos as patentes e será retroativa a 1º de abril.

"O objetivo é que os salários dos militares não fiquem para trás e que eles possam viver com dignidade", disse o presidente ao anunciar o aumento em seu programa semanal de rádio, Alô, Presidente.

Com isso, um cadete passaria a ganhar cerca de 2.500 bolívares (aproximadamente US$ 540).

O salário mínimo na Venezuela passará a 1.220 bolívares (cerca de US$ 283) em setembro, após aumento de 25% anunciado em janeiro passado.

Gastos militares

O presidente venezuelano tem aumentado os gastos militares, principalmente em compras de armas russas.

A estimativa é de que, nos últimos quatro anos, as transações tenham chegado a US$ 4,5 bilhões.

No início de abril, a Rússia anunciou que os acordos de venda de armas entre os dois países poderia alcançar os US$ 5 bilhões.

Na época, Chávez negou saber quanto seu governo havia gasto, mas justificou as compras como uma necessidade do país de estar "equipado para sua defesa".BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.