Chávez anuncia feriados para lidar com crise energética da Venezuela

Semana Santa, que previa folga na quinta e na sexta, agora também engloba segunda, terça e quarta

Agência Estado

25 de março de 2010 | 12h44

CARACAS - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, acrescentou três feriados públicos para reduzir o consumo de energia no país. Ele afirmou que a Semana Santa, que tradicionalmente inclui feriados nacionais na quinta-feira e na sexta-feira, durará a semana toda.

"Agora, a segunda-feira, a terça-feira e a quarta-feira da Semana Santa também serão feriados, para economizar energia", afirmou Chávez, durante um evento televisionado na quarta-feira, 24. A Venezuela sofre com uma crise de energia causada por uma forte seca, em um país bastante dependente da energia gerada por hidrelétricas.

Quase cem companhias receberam nesta semana ordens para que interrompam suas operações por 24 horas, como punição por não conseguir obedecer as ordens do governo para reduzir o consumo de energia em 20%.

A principal câmara empresarial do país estuda pedir a seus membros que fechem um dia por semana, a fim de cumprir as ordens do governo de reduzir o consumo de energia. O racionamento e os feriados extras devem pesar sobre a economia do país, que, segundo analistas, deve continuar em recessão pelo segundo ano consecutivo. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaenergiaChávezferiadoscrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.